“RRF de Caiado é uma cortina de fumaça que vai prejudicar toda a sociedade”, diz Lêda Borges

Foto: Divulgação

A adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) continua não agradando a oposição do Governo na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). Para a deputada estadual Lêda Borges (PSDB) a medida “vai afetar todos os cidadãos e os segmentos da economia. Essa adesão é uma cortina de fumaça, que vai prejudicar toda a sociedade”.

Segundo ela, a matéria não deveria ter sido discutida às pressas em sessões extraordinárias. “Isso deveria ter sido pautado nas comissões temáticas, em audiências públicas com a sociedade”, afirmou.

A parlamentar ainda exemplificou o caso do Rio de Janeiro para argumentar contra a aprovação. “O Estado do Rio de Janeiro, que aderiu em 2017, está mais endividado do que antes e foi preciso montar uma CPI na Assembleia para descobrir o que aconteceu”.

Lêda Borges foi opositora ferrenha ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) proposto pelo atual governador. A deputada votou contra o projeto em todas as comissões e no plenário por considerar a medida “extrema, desnecessária, arriscada e que apenas demonstra incapacidade de gestão do executivo”.

Da Assessoraria de Comunicação

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


%d blogueiros gostam disto: