RAs lacram academias ao ar livre

O Decreto 40.853 que determina o não uso dos espaços, PECs (Pontos de Encontro Comunitário). Fotos Divulgação

PECs foram interditados para evitar a propagação do coronavírus

JÉSSICA ANTUNES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: MÔNICA PEDROSO
O bloqueio dos Pontos de Encontro Comunitários (PECs) – que reúnem equipamentos públicos destinados à prática de musculação, alongamento e ginástica – foi determinado pelo Decreto nº 40.853, publicado em edição extra do Diário Oficial do DF (DODF) nesta sexta-feira (5) como mais uma forma de prevenção ao coronavírus.

Quem desobedecer , poderá pagar multa por “deixar de executar, dificultar ou opor-se à execução de medidas que visem à prevenção das doenças transmissíveis e sua disseminação, à preservação e à manutenção da saúde”. Além disso, a pessoa poderá ser responsabilizada pelo crime de infração de medida sanitária, prevista no artigo 268 do Código Penal.

Considerado crime de saúde pública, infringir determinação do poder público destinada a impedir a chegada ou propagação de doença contagiosa tem pena prevista de detenção de até um ano. A pena é aumentada de um terço, se a pessoa for profissional de saúde. A determinação já está em vigor.

Adequação
As administrações regionais estão lacrando o acesso aos Pontos de Encontro Comunitário (PEC’s) distribuídos pelo Distrito Federal. A cidade do Itapoã, por exemplo, possui 6 Pontos de Encontro Comunitário, sendo 3 deles localizados na Via Marginal DF-250, um situado no Mandala, um na DF-001 e um no córrego do Bálsamo. Todos foram lacrados.
* Com a colaboração da RA do Itapoã

Please follow and like us:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Facebook
Twitter
Instagram
%d blogueiros gostam disto: