Putin vai pessoalmente à Comissão Eleitoral se inscrever como candidato

epa05436897 Russian President Vladimir Putin holds a meeting with the Russian Government in the Kremlin in Moscow, Russia, 22 July 2016. Putin on 22 July announced that an anti-doping commission should be created. The call comes after Russian athletes face to be excluded from the Rio 2016 Olympics on the suspicion of state-sponsored doping abuse. EPA/ALEXEY NIKOLSKY / SPUTNIK / KREMLIN POOL

Da Agência EFE*

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, foi pessoalmente nesta quarta-feira (27) à sede da Comissão Eleitoral Central para inscrever sua candidatura às eleições de março de 2018, quando tentará a reeleição. A informação é da Agência EFE.

Putin, de 65 anos, apresentou à comissão os documentos necessários para iniciar a coleta das 300 mil assinaturas exigidas para registrar formalmente a candidatura, já que vai às eleições como candidato independente.

Entre outros documentos, o presidente deve entregar a solicitação da iniciativa popular que apóia sua candidatura, documentos que confirmem seus dados biográficos e informações sobre renda, despesas, contas bancárias e outros ativos.

Caso a comissão dê sinal verde aos seus documentos, após análise que deve sair em cinco dias, o chefe do Kremlin poderá iniciar oficialmente a campanha.

Esta é a terceira vez que Putin participa das eleições presidenciais como candidato independente, após os anos de 2000 e 2004. Em 2008, ele concorreu pelo partido Rússia Unida.

Ao anunciar seus planos, o presidente russo afirmou que espera contar com os partidos políticos que compartilham sua visão. Putin recebeu, nas duas últimas semanas, o apoio do Rússia Unida, do partido social-democrata Rússia Justa e dos Verdes.

Ele pediu que nada do que foi planejado pelo Kremlin seja mudado. “Caso contrário, teremos que começar do zero mais uma vez”, disse. O presidente ressaltou que a Rússia tem a “obrigação” de defender a “estabilidade” na sociedade.

Segundo os analistas, Putin será reeleito com mais de dois terços dos votos, o que lhe permitirá permanecer no Kremlin até 2024.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


%d blogueiros gostam disto: