Projeto de lei pretende criar programa de prevenção ao suicídio de profissionais da Segurança Pública de Goiás

Foto: Assessoria

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) apresentou, na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), projeto de lei que pretende criar o programa de prevenção de suicídio e automutilação praticados por profissionais da Segurança Pública do Estado. Objetivo, conforme ela, é reduzir os altos índices e prevenir violências autoprovocadas.

Segundo a parlamentar, o programa visa capacitar policiais civis, militares, bombeiros, agentes prisionais e agentes de segurança educacional “para o auxílio e o enfrentamento da manifestação do sofrimento psíquico e do suicídio”.

Em sua justificativa, Lêda Borges cita o aumento de casos de suicídio de 28 para 67, o que resulta em crescimento de 140%, em 2019. De acordo com ela, o volume de suicídios acende alerta sobre a necessidade de as corporações prestarem melhor assistência à saúde mental aos agentes.

A proposta inclui atendimento e escuta multidisciplinar; programas de prevenção com palestras e campanhas e assistência à saúde mental dos profissionais. Além disso, a propositura requer ainda “atenção ao servidor que tenha se envolvido em ocorrência de risco e experiências traumáticas; bem como propõe a capacitação de profissionais para identificar situações de risco de suicídio”.

Da Assessoria de Imprensa

Please follow and like us:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Facebook
Twitter
Instagram
%d blogueiros gostam disto: