Projeto de lei permite trancamento de matrículas em faculdades privadas durante a pandemia da covid-19

Foto: Assessoria

Permitir o trancamento de matrículas em faculdades privadas durante a pandemia da covid-19 em Goiás. É o que pretende a deputada estadual Lêda Borges com o projeto de lei apresentado na Assembleia Legislativa (Alego), na terça-feira (12). Proposta visa auxiliar estudantes afetados economicamente pelo isolamento social.

Segundo a propositura, as instituições de ensino superior e pós graduação da rede privada terão de aceitar o pedido dos alunos quanto ao trancamento, que poderá ser feito em qualquer período, sem a cobrança de multas e encargos contratuais.

As faculdades que não acatarem a determinação serão, inicialmente, advertidas. Caso insista no descumprimento da medida, será aplicada multa de R$ 5 mil. Em caso de reincidência, a instituição será multada no valor de R$ 10 mil e pode ter o alvará de funcionamento suspenso por 12 meses.

Em sua justificativa, Lêda Borges disse que o momento é de compreensão e contribuição de todos. “Muitos estudantes que trabalhavam informalmente para pagar a faculdade ficaram prejudicados com as restrições no comércio. Há também aqueles com salários atrasados e os que perderam o emprego. O projeto em questão vai assegurar a permanência de muitos alunos nas instituições de ensino”, pontuou.

Da Assessoria de Imprensa

Please follow and like us:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Facebook
Twitter
Instagram
%d blogueiros gostam disto: