Paco Britto parabeniza Brasília

Fotos:Lúcio Bernardo Jr / Agência Brasília.

Por Josiel Ferreira

Há 60 anos, Brasília era inaugurada. Liderados por Juscelino Kubitschek, milhares de colaboradores comemoravam a fundação da nova capital do Brasil com a certeza de que no Planalto Central havia um futuro promissor.

Desde os pioneiros que aqui chegaram para construir a então nova capital. Depois que se tornou um sonho realizado por Juscelino Kubistcheck, continuou sinônimo de meta, com muitos candidatos a concursos federais. Muitos vieram porque os pais mudaram para o DF desde pequenos aprenderam a entender e se apaixonar por ela. É o caso do vice-governador Paco Britto.

Nesta entrevista ao  Toda Hora, ele mostra efeitos da gestão do governador Ibaneis Rocha. E um pouco da relação sentimental com a sessentona Brasília.

Toda Hora  Como Vice-governador quais foram os últimos avanços que Brasília alcançou neste um ano e três meses ?

Paco  Brasília entrou numa crescente, estivemos focados na geração de emprego, em desobstruir o sistema público. Fazer o bom relacionamento entre o público e o privado.
Acredito que, nesse um ano e três meses, pudemos mostrar para a população do DF que estamos atentos às demandas.
Conseguimos esse ano introduzir o cartão creche, por exemplo, que é uma ajuda para todo sistema. São os pais que podem trabalhar tranquilos porque sabem que seus filhos estão bem.
Reformamos diversas unidades de saúde, prometemos e estamos cumprindo o asfaltamento de Vicente Pires.
Acredito que Brasília, apesar dessa crise, está no caminho da tecnologia, da informação e da acessibilidade.

Toda Hora  Brasília tinha toda uma programação cultural para celebrar seus 60 anos. Mas este ano não será possível. Qual mensagem o Senhor deixa para a população?

Paco – O mundo foi pego de surpresa com a Pandemia do coronavírus e todos nós tivemos que nos adaptar.
Hoje, não é possível celebrar como havíamos planejado, mas podemos celebrar o exemplo que a população e o governo do DF estão dando pro resto do Brasil, fomos o primeiro estado a promover o isolamento social.
Podemos, também, comemorar a solidariedade do nosso povo, prova que a base da nossa cultura é o amor ao próximo.

Toda Hora – Por que escolheu a Capital Federal como moradia ?

Paco – Vim para capital aos 10 anos de idade, junto ao meu avô Flávio Britto – ex senador- e, desde então, Brasília é a minha casa.
Tive a oportunidade de crescer junto à cidade e constituir minha família.
Hoje, para retribuir o meu amor a essa cidade, trabalho todos os dias para que meus filhos, que representam os nosso jovens, tenham oportunidades aqui.

Brasília, para mim, é a cidade das possibilidades e dos sonhos.

Fonte: TudoOKNotícias

Please follow and like us:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Facebook
Twitter
Instagram
%d blogueiros gostam disto: