GP-INGLATERRA Stroll faz melhor tempo dos treinos e Vettel tem problemas

Foto: Getty

Ele foi apenas 90 milésimos mais veloz que Alex Albon, da Red Bull

UOL/FOLHAPRESS – O canadense Lance Stroll, da Racing Point, liderou pela primeira vez um treino livre em sua carreira na Fórmula 1 ao fazer o tempo de 1min27s274 na segunda sessão disputada no circuito de Silverstone, na Inglaterra, que recebe a quarta corrida da temporada.

Ele foi apenas 90 milésimos mais veloz que Alex Albon, da Red Bull, que logo depois acabou roubando a cena ao bater forte após perder a traseira do carro na curva Stowe. A terceira posição ficou com Valtteri Bottas, da Mercedes, 0s157 mais lento que o líder.

Mas as atenções estiveram muito voltadas a Sebastian Vettel. O alemão da Ferrari não marcou tempo na primeira sessão porque sua equipe encontrou um problema no sistema de arrefecimento do motor e teve de abrir o carro para avaliar se era necessário trocar algum componente da unidade de potência.

O problema foi solucionado sem trocas, mas, quando voltou à pista, no segundo treino, Vettel sentiu um problema nos pedais. Depois de perder mais tempo de pista, Vettel finalmente conseguiu dar sua primeira volta, lançada com menos de meia hora antes do fim das atividades do dia. Com isso, ele perdeu 2h30 de treinos.

Para a sorte do alemão, os treinos livres desta sexta (31) não devem ser tão significativos. Isso porque é esperado que a temperatura caia bastante ao longo do final de semana. Em um dia atípico em Silverstone, os termômetros marcaram 36ºC e a pista chegou a quase 50ºC -Leclerc chegou a dizer que seu carro “estava pegando fogo”, em sentido figurado.

De fato as diferenças pequenas de tempo entre os carros e surpresas, como a Alfa Romeo no top 10 e o rendimento ruim da Mercedes, indicam que nem todos buscaram as melhores marcas possíveis para esta sexta-feira.

Tais condições não foram as mais tranquilas para o retorno de Nico Hulkenberg ao cockpit de um carro F-1 depois de quase oito meses parado. O piloto foi chamado às pressas para substituir Sergio Perez, cuja participação no GP da Grã-Bretanha foi descartada depois de ele testar positivo para o novo coronavírus na quinta-feira (30).

Ele explicou que foi para o México depois do GP da Hungria para visitar a mãe, que sofrera um acidente. Com o mesmo carro do líder da sexta-feira, Hulkenberg foi o sétimo, ficando a 0s636 de Stroll.

O líder do campeonato, Lewis Hamilton, foi apenas o quinto, a três décimos de Stroll, e Max Verstappen, que liderou o primeiro treino, foi atrapalhado em sua volta mais rápida.

Espera-se que as Mercedes retomem o domínio a partir do último treino livre antes da classificação, que começa às 7h da manhã do sábado (1º), pelo horário de Brasília. A definição do grid será logo depois, a partir das 10h.

Please follow and like us:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Facebook
Twitter
Instagram
%d blogueiros gostam disto: