Campo sintético em Santa Maria ganha iluminação

O projeto prevê a instalação de seis postes circulares de concreto, de 16 metros. O recurso vem da Taxa de Contribuição de Iluminação Pública, paga na conta de energia elétrica por todos os moradores do DF. Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Obra dá mais versatilidade à quadra de 2,4 mil metros quadrados inaugurada em abril, permitindo atividades noturnas

JÉSSICA ANTUNES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: FREDDY CHARLSON

Arthur Pereira, de 10 anos, não vê a hora de a pandemia do coronavírus acabar. Com a inseparável bola do lado, o que ele quer é aproveitar o novo campo de grama sintética a poucos metros de casa, em Santa Maria. Quando a necessidade de isolamento social acabar, ele terá acesso ao lazer, inclusive à noite. Inaugurada em abril, a quadra localizada na QR 418/518 agora ganha iluminação pública.

Com 2,4 mil metros quadrados de dimensão, a construção do campo para esportes começou em novembro, com investimento total de R$ 687.897,37. A obra foi executada pela Terra Construtora e Incorporadora Ltda., supervisionada pela Secretaria de Obras e Infraestrutura do Distrito Federal, com verba de emenda parlamentar. Para a nova iluminação pública, são destinados R$ 174.226.

O projeto prevê a instalação de seis postes circulares de concreto, de 16 metros, com três projetores MVM 2.000W em cada poste. O recurso utilizado para a ação vem da Taxa de Contribuição de Iluminação Pública, paga na conta de energia elétrica por todos os moradores do DF.

Presidente da Companhia Energética de Brasília (CEB), Edison Garcia valoriza a relevância da obra para a comunidade. “É importante que a população se sinta segura para frequentar as áreas públicas do nosso Distrito Federal, como campos de futebol e quadras poliesportivas. E uma iluminação pública eficiente transmite essa sensação de segurança”, afirma.

Para a administradora regional, Marileide Romão, o novo espaço de lazer representa investimento na socialização dos atletas da comunidade por meio da prática de esportes, auxiliando a formação do cidadão para o futuro. “A nova iluminação contribui para atividades noturnas, além de garantir a segurança dos moradores”, diz a gestora, que espera zelo dos frequentadores. “Tínhamos apenas um campo com terra, hoje há estrutura que permite a realização de muitas atividades”, valoriza.

Em virtude das medidas de prevenção da disseminação do coronavírus na capital, o espaço não está em uso. Apesar disso, a Administração Regional de Santa Maria acumula pedidos de reserva para eventos esportivos. Marileide Romão conta que oito escolinhas da cidade farão atividades recreativas no local, para adultos e crianças a partir de seis anos.

O agente de segurança Anderson Flávio Rodrigues, 37 anos, organiza voluntariamente quatro campeonatos de futebol de veteranos durante o ano. Com idade mínima de 35 anos, são 14 equipes inscritas e outras três foram formadas após o início da pandemia – e os atletas amadores aguardam o retorno das atividades.

“Os jogos precisam ser à noite, já que esse público trabalha durante o dia. Essa iluminação, então, é fundamental. Sem contar que ilumina todo o terreno, antes baldio e perigoso, e inibe atitudes suspeitas”, diz. Ele conta que o espaço será utilizado por todas as categorias e idades. “Para nós, esse novo campo é muito útil. Novinho, todo mundo não vê a hora de poder usar”, garante.

Please follow and like us:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Facebook
Twitter
Instagram
%d blogueiros gostam disto: